Namíbia

Em 1959 um grupo de fráteres da Holanda e da Bélgica partiu para o país que, naquele tempo se chamava África Sudoeste e agora Namíbia. Eles deram uma contribuição muito importante para a Educação neste país. Ainda hoje as antigas escolas da CMM em Windhoek e em Sambyu-Rundu são muito bem conhecidas.

Fráteres em Namíbia

Neste momento têm  três comunidades em Namíbia: duas em Windhoek e uma em Tses. O número de vocações em Namíbia está diminuindo, mas dos países vizinhos, como Zâmbia, recebemos cada vez mais postulantes. O último fráter holandês voltou para Holanda em 2016. Neste momento os fráteres em Namíbia não tem obras próprias. Os fráteres jovens de Namíbia estão quase todos ainda na formação e além dos estudos eles estão envolvidos em trabalhos pastorais e colaboração na Igreja local.

Tradição em Educação

Os fráteres em Namíbia tem uma verdadeira tradição em Educação. Em 1962 os fráteres começaram uma escola em Windhoek: St Paul’s College. Desde 1991 este colégio é dirigido por leigos. Os fráteres, porém, ainda se sentem envolvidos neste colégio. Em 1995, os fráteres começaram uma escola secundária no Norte de Namíbia, em Sambyu. Também nesta escola a direção foi entregue para leigos, mas alguns fráteres continuavam lecionando nesta escola por mais alguns anos. No fim do ano 2013 o envolvimento dos fráteres na escola parou e a comunidade em Sambyu fechou; Em 2014, uma nova comunidade foi aberta em Tses. Os fráteres trabalham numa escola secundária. Existe a expectativa que no decorrer do tempo os fráteres vão dirigir esta escola.

 

Acolhimento de Crianças abandonadas

Em outubro 2010, a congregação assumiu o acompanhamento diário do ‘Children’s Education Centre’ em Usakos. Um projeto para acolhimento de crianças abandonadas. Este projeto começou em 1990 por um casal holandês. Após um ano na direção deste projeto os fráteres  tiveram de sair. Naquele momento não havia suficiente pessoal (fráteres) capacitados para este projeto. Atualmente a Congregação está ajudando na administração desta obra.